O cristão e a teoria da conspiração

Por Gilson Alves

A verdade é que desde que fui comprado pelo sangue de Jesus derramado na cruz recebi uma nova cidadania, que não é do mundo. O próprio Senhor Jesus, quando esteve aqui, recebeu a proposta de dominar todos os reinos do mundo e não aceitou, porque ele bem sabia que não era a sua hora. Além disso, quem oferecia os reinos deste mundo era Satanás, que usurpou temporariamente o direito sobre esse domínio e pode dá-lo a quem quer.

Luc 4:5, 6 “E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe, num momento de tempo, todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero”.

O diabo dá o poder e a glória dos reinos a quem ele quiser, portanto se existir por aí uma quadrilha de conspiradores desejando ter o poder e o controle sobre os reinos deste mundo, eles já sabem a quem pedir. A própria profecia mostra que isso acabará acontecendo, quando na metade dos sete anos que precedem a vinda de Cristo para reinar será manifestado o anticristo, que seduzirá os habitantes da terra e assumirá o poder em parceria com a besta.

Quanto ao cristão hoje, ele deve viver como alguém que está na sala de embarque do aeroporto para voltar para o seu lar. As coisas que estão acontecendo ao seu redor não têm tanta importância assim, porque o seu vôo é certo e seguro e sairá no horário. Para ele não tem qualquer importância saber que existe uma gangue querendo tomar o aeroporto, porque ele sabe que com gangue ou sem gangue seu vôo não vai falhar.

Joã 15:19 “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece”.

Joã 17:16 “Não são do mundo, como eu do mundo não sou”.

1Jo 2:15-17 “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre”.
A preocupação com o mundo, mesmo que seja com os conspiradores que queiram dominar o mundo, não é para o cristão. Tudo o que há no mundo (entenda aqui como o sistema organizado, não necessariamente o planeta) não é do Pai, portanto nada temos a ver com isso. Seja lá quem for que esteja conspirando para conseguir o controle do mundo, que faça bom proveito. Mas é bom não se acostumar, pois muito em breve virá aquele que irá reinar por direito, e aí não vai sobrar para nenhum conspirador.
Portanto, da próxima vez que alguém vier a você fazendo alarde sobre alguma conspiração de governantes, banqueiros, judeus, muçulmanos, pagodeiros ou quem quer que seja para dominar o mundo, a melhor resposta que um cristão tem a dar é: “E daí?”

Compartilhe...
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *