“MÁGICA x EVANGELHO”….APRENDENDO COM SIMÃO

A bíblia narra diversas historias vividas pelos servos de DEUS ao longo de suas vidas. Sendo essas mesmas narrativas grandes instruções para nós em tempos atuais.

Seja entre AT ou NT o conteúdo histórico é rico e importantíssimo para qualquer aspirante da fé cristã. Já dizia-se por ai que “O homem que não conhece sua história está fadado a repeti-la”, e de fato muitos tropeços da caminhada da fé podem ser evitados se nos espelharmos nas escrituras.

Um caso que podemos praticamente “palpar” nos dias atuais é o ocorrido com um cidadão chamado Simão, ou “Simão o Mágico”. Vemos em Atos 8 que esse mesmo homem antes de ter o conhecimento de Cristo (através do apostolo Filipe que pregou em sua região) era alguém bastante quisto entre os populares por ser adepto de artes mágicas. Alguns alegam que ele era um ilusionista e que não fazia de fato nada com poderes misticos ou psíquicos, outros que ele de fato tinha “dons”. A verdade é que ele era uma figura um tanto ilustre por seus talentos. Chegando a ser chamado de “O Grande Poder” ou “Poder de DEUS”.

Até que ao inicio da pregação da palavra viva de DEUS, o mesmo Simão creu naquilo pregado pelo apostolo Filipe e chegou a confissão pública de sua fé através do rito batismal. Entretanto vemos no seguir do texto que mesmo após esse processo e declaração de fé ele ainda nutria algo extremamente nocivo para sua nova caminhada…Ele não havia se arrependido de fato!!!

A ponto de ver algo extremamente santo e divino como o Espirito Santo, que descia sobre os crentes que recebiam orações dos apóstolos por imposição de mãos, como uma “habilidade” que ele poderia comprar ou ser ensinado. Ou seja, ele ainda não entendera que nada vinha dos homens, mas do próprio SENHOR.

Os apóstolos o repreendem e o admoestaram a se arrepender e pedir perdão a DEUS, para que assim finalmente ele encontrasse a verdade.
Poucas histórias são tão atuais como esta! Quantas vezes você viu (até em sí mesmo) pessoas que veem a fé apenas como um ritual e continuam em seu coração nutrindo as velhas práticas?! Achando que seus próprios esforços e recursos (dinheiro, influência social, conhecimento etc) podem servir de moeda de troca para alcançar o que a bíblia chama de Santo! Batizar-se (ritual) não é suficiente quando o coração ainda não se arrependeu! Caso contrário a única coisa que acontecerá com o batizado será a pessoa entrar seca e sair molhada dessa experiência. O arrependimento anda junto a fé genuína! Crer é um dom vindo do próprio Mestre para realmente nos tornemos novas criaturas…

Não barganhe com DEUS pois nada que você “tem” é suficiente para oferecer ao dono de TUDO! Renda-se…arrependa-se…seja sincero com ELE!

Graça e paz!
Thiago Alves – De Thal Maneira

Acesse o Link: https://dethalmaneira.blogspot.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco no WhatsApp