atalaias de deus
A igreja precisa de uma nova reforma? Qual tem sido a mensagem central nos cultos em seus templos e suas catedrais?
As mensagens nos cultos em quase todas as denominações sem generalizar é claro tornou-se antropocêntrica
Deixando de lado a essência do evangelho, o centro da mensagem que é arrependimento, mudança de pensamento (metanoia), conversão mudança de vida.
A maioria das mensagens chamada de pregações deixaram de lado os ensinos de Cristo, que é o amor ao próximo, o reconhecimento dos pecados necessitando do perdão de Deus, e que o homem sem Deus não pode fazer nada para se salvar.
Não se importando mais com a vida eterna e nem em ajuntar tesouros no céu, mas sim em se dar bem, ajuntar tesouros nessa terra onde tudo é passageiro e momentâneo.
Estão com suas mensagens mirabolantes negociando a fé, negociando a graça, cobrando por ela para que através de uma oferta, pela devolução do dízimo e usam texto fora de contexto para enganar as pessoas que são pegas por três motivos: pela ganância, pelo medo, e pela culpa.
Pela ganância por querer as riquezas materiais, pelo medo por pesarem que se não devolverem aquilo que é de Deus para uma instituição religiosa sofrerão as consequências na área financeira, e por sua vez pela culpa por terem cometidos pecados.
Com isso muitos denominados pastores ou lideres religiosos se aproveitam da fé e ingenuidades de muitos. estes são mercenários da fé.
A salvação é pela graça ou seja favor imerecido, nada do que fazemos pode de uma forma pagar a Deus para assim obtermos um favor divino ou como dizem uma benção dos céus.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Efésios 2:8,9

Graça: Favor Imerecido.
Fé: Crer que Jesus Cristo é o Filho de Deus.
Dom de Deus: Uma dadiva um presente.
Obras: Meio pelo qual se utiliza para receber algo em troca.
Gloriar-se: Para que não venha falar que pelos meus feitos consegui.

By renato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *